Este artigo diverge um pouco da proposta científica deste site e adentra o campo da filosofia. Não importa a forma em que você acredita em deus. Não importa nem ao menos se você acredita em deus. Nas linhas a seguir, tentaremos provar a você que deus (se existir) é um extraterrestre.

Antes de mais nada, é preciso entender a relação do homem com suas divindades ao longo da história. Neste ponto, entram algumas reflexões de René Descartes, filósofo francês do século XVII, como o conceito de dualidade. As primeiras civilizações olhavam o mundo com plena admiração. Observavam a complexidade da Deus0nouniversonatureza, mas sem compreender de onde tudo aquilo havia surgido. Houve então a necessidade de criar uma deidade para atribuir a ela toda a criação. Parte dos problemas existenciais estavam resolvidos, já que agora tínhamos um criador a quem recorrer. Um ser perfeito, de poderes e bondade sem fim. Mas ao olhar toda maldade e atrocidades no mundo, nossos ancestrais começaram a ter dúvidas. Como um ser ideal poderia ser responsável por tantos males? Numa tentativa de manter a imagem de deus que haviam criado, os povos antigos então criaram o conceito do “diabo”, uma criatura horrenda a qual seria atribuída tudo de mal que há no mundo e nas pessoas. Assim surgiu o conceito de dualidade proposto por Descartes. Todo protagonista precisa ter um antagonista.

 

Tendo essa relação entre homem x deus estabelecida, podemos agora observar algumas particularidades ao longo de toda a evolução humana. Em quase todas as culturas religiosas, principalmente naquelas que mais se destacaram no mundo e recrutaram grandes multidões de fiéis, deus é o ser que criou o planeta Terra e nos deu a vida. Na maioria dos casos, deus (ou os deuses) vieram de algum outro lugar no universo e desceram na Terra para interagir com nós. Mesmo em religiões politeístas, sempre teremos uma figura maior a quem atribuir a criação.

god_of_the_universe_1557653339.1680x0

Antes de concluir, gostaria de levantar uma outra suposição baseado em um relato de Carl Sagan enquanto contribuía para a produção do filme “2001: Uma Odisseia no Espaço”, para estabelecer um parâmetro entre filosofia, ciência e o conceito de espiritualidade atribuído a deus. O astrofísico acreditava que algumas civilizações extraterrestres poderiam ter transcendido a matéria. Poderiam ter tanto tempo de evolução, que já teriam passado pelas fases da mecatrônica, engenharia genética e etc e teriam descoberto como separar a consciência do corpo material, tornando-se seres de pura energia e espírito, imortais e de inteligência ilimitada. Esse conceito foi adicionado ao filme ao sugerir uma superinteligência extraterrestre. Nenhum ator foi usado para representar o papel dos aliens, já que, na teoria de Sagan, eles não teriam mais um corpo físico. Dessa forma, os extraterrestres foram apenas insinuados.

 

Tendo em mente o último parágrafo, nos desprendemos da ideia de que extraterrestres são necessariamente seres cinzas com grandes olhos e de crânio alongado. O conceito de espírito e extraterrestre se aproximam. Sendo assim, se deus criou o mundo, a Terra, ele não pode pertencer a ela. Ele deveria estar fora dela no momento em que a criou. Ele é, criacao-mundo-01portanto, indiscutivelmente, uma criatura extraterrestre. Ou seja, que vem de fora da Terra. Somando isso a teoria de Carl Sagan de que seres de grande evolução podem possuir corpos energéticos e inteligência ilimitada, podemos afirmar (filosoficamente) que deus é um extraterrestre.

Este texto baseia-se em suposições e não em ciência. Não há distinção se você acredita ou não na existência de um “arquiteto do universo”. É apenas uma outra perspectiva de um dos maiores mistérios da existência humana. Talvez tenhamos no universo uma civilização inteira de deuses, de seres que atingiram o ápice da evolução, transcendendo a densidade da matéria.

Anúncios