Há décadas debatamos a origem da vida na Terra. Durante esse tempo, diversas teorias foram levantadas, entre elas a hipótese de uma descarga elétrica em contato com a água, desenvolvejasp-abril_vendo aminoácidos, essenciais à vida. No entanto, uma dessas teorias ganha cada vez mais espaço na comunidade científica. A de que a vida chegou a terra carregada por meteoritos, asteroides e planetoides, em forma de vida microbiana.

Segundo pesquisadores do Centro de Astrobiologia da Universidade de Buckinghamda e da Universidade de Sheffield, Inglaterra, a descoberta de partículas na estratosfera da Terra são nossa maior prova da vida fora do planeta. Eles afirmam que suas descobertas podem que a vida na Terra se originou no espaço. Seríamos, portanto, fruto de um organismo alienígena, que por milhões de anos se desenvolveu e evoluiu para as mais de 3 milhões de espécies que temos hoje catalogadas, inclusive nós.

 

Essa decisiva descoberta foi feita pelo professor e microbiologista Milton Wainwright e sua equipe, durante a chuva de meteoros Perseida. Um balão projetado para capturar organismos biológicos quase invisíveis foi lançado a uma altura de 27 quilômetros em direção à atmosfera.

professor-milton-wainwright-207580

Wainwright (foto à direita) afirma que o que encontraram é “coloquialmente chamada de ‘a partícula de dragão’, a qual a análise científica mostra que é feita de carbono e oxigênio e, portanto, não é um pedaço de poeira cósmica ou vulcânica”. Ele ainda completa dizendo que o organismo não é similar a “qualquer coisa encontrada na Terra”. A teoria é confirmada pelos destroços de alguns dos meteoros que, ao atingir a Terra, criam uma pequena cratera e espalham seus agentes biológicos. Nenhum deles novivos até hoje.

Partícula do dragão:

particula-do-dragao

As controvérsias do estudo

Mesmo com tantas provas, parte da comunidade científica têm recebido de forma cautelosa e muitas vezes até negativa o artigo publicado por Wainwright no Journal of Cosmology. Um astrobiólogo esclareceu ao Space.com que precisaria apresentar provas de que o organismo havia sido composto por aminoácidos D, ao invés de aminoácidos L, para determinar que a bioquímica do material recolhido era de fato diferente da que encontramos em partículas desenvolvidas aqui na Terra.

Outro ponto que vai contra a pesquisa dos ingleses é que o site em que o artigo foi publicado (Journal of Cosmology) já teria tido sua credibilidade questionada por diversas vezes por membros respeitados na comunidade científica.

origem-da-vida-elementos-primordiais

Para resumir a história, provavelmente sim, descendemos de extraterrestres. Descendemos de organismos que foram criados em partes longínquas do universo e que, por obra do acaso, acabaram vindo parar em um planeta de zona habitável, muito apito à vida. O planeta Terra!

 

Se você entrou no artigo buscando encontrar histórias sobre alienígenas terem moldado nossa espécie para usar de mão-de-obra para construir pirâmides, nos desculpe. Por aqui, preferimos manter tudo no campo científico. Até a próxima!

Anúncios