Não é de hoje que o mundo é atormentado pelos homens-serpente que lutam incessantemente com os seres de luz do Comando Ashtar Sheran pelo controle da Terra. Ao menos para os entusiastas do assunto. Com a internet, as lendas sobre esses seres se expandiu e ganhou novos formatos. Muitos afirmam que estes seres estão infiltrados em nosso governo. Para esse humilde redator, isso só é um modo de transpor para terceiros a culpa pelas atrocidades humanas.

O mais curioso é que mesmo com tanta atividade alienígena no planeta (supostamente), nunca houve uma prova sequer de que eles estejam infiltrados em nossa sociedade. Nunca houve uma amostra de DNA que comprovasse a presença deles. Mas não é exatamente disso que quero falar. O intuito aqui é mostrar que mesmo que não se haja uma prova cabal de que seres inteligentes estejam visitando o planeta, mesmo assim já comprovamos que a vida existe sim fora da Terra e esse é o primeiro passo para determinar se em algum outro ponto do universo, seres tiveram tanta chance de se desenvolver como nós.

meteorito

Há alguns anos, Richard Hoover, coordenador de um grupo de astrobiologia na NASA, afirmou ter encontrado fósseis de vida extraterrestre em meteoritos fragmentados. O artigo foi publicado no Journal of Cosmology. A natureza da descoberta é bem controversa, por isso, 100 especialistas e 5 mil cientistas foram convidados para fazer a revisão do artigo. Hoover é um cientista de grande nome dentro da agência espacial americana e trabalha há anos estudando esse material. Sendo assim, sua proposta foi logo recebida com ânimo por toda a comunidade científica.

 

O que Hoover encontrou foi vida microbiana, bactérias. O que espanta é que essas bactérias foram originadas fora da Terra. Ou seja, provavelmente provém der um mundo alienígena, como a lua de um planeta, por exemplo.

filamento-20110306-original1

O que importa aqui é estabelecer o conceito de que a vida existe fora da Terra, mesmo que no formato de bactérias. Dessa forma, podemos saber que é possível que a vida bacteriana chegue a um planeta habitável e ali inicie uma nova jornada evolutiva, como aconteceu na aqui na Terra. Hoje, a teoria mais aceitável é de que a vida em nosso planeta começou depois de um meteorito cair na Terra e trazer consigo vida microbiana.

 

Há alguns anos, a NASA anunciou que foram encontrados indícios de vida microbiana em Marte. A cada dia, temos a impressão de que a vida no universo é mais abundante do que imaginávamos. Mas isso não quer dizer que haja infinitas raças alienígenas nos visitando e nos manipulando.

Anúncios