Você provavelmente já deve ter ouvido falar do livro Fire in the Sky, ou Fogo no Céu, em tradução livre. Ele narra a história de Travis Walton, um americano supostamente abduzido em 1975 enquanto voltava do seu trabalho como lenhador. Mais 5 ou seis pessoas, colegas de trabalho de Travis, presenciaram o ocorrido. O caso ganhou notoriedade internacional, ganhando até mesmo um filme com o mesmo título, em 1993. Um misto de documentário e ficção científica. Hoje, a obra desponta no meio “cult”

ijxloj5r1pw-movieposter

Travis ficou 5 dias desaparecido. Sua morte já era dada como certa e seus amigos de trabalho estavam sendo acusados pela sua morte. Mas Travis reapareceu e os colegas foram inocentados. Ele havia sobrevivido para contar a história do que se tornaria a abdução mais bem documentada da história.

 

Abdução mais bem documentada da história?

Mas, afinal, o que exatamente foi documentado para que o evento ganhasse esse status? Alguma fotografia da nave? Travis trouxe algum artefato de dentro da nave? Trouxe consigo algum tipo de DNA alienígena? Não. Absolutamente nada. A não ser o relato de Travis e seus amigos. O único fato em tudo isso é que Travis desapareceu por 5 dias e reapareceu na mesma cidade.

walton

O jornalista Philip Klass investigou a fundo o assunto e tem uma perspectiva interessante: “se Travis tivesse reaparecido na Nova Zelândia ou na Dinamarca, por exemplo, sem passaporte ou dinheiro, as chances de uma fraude seriam mínimas”. Para o jornalista, o caso foi uma armação e teve uma boa motivação. A equipe de lenhadores que Travis integrava estava à beira de perder um valioso contrato e precisavam de uma boa desculpa para prorrogar o prazo de execução do serviço. Travis e seu irmão já tinham má fama por arrombamentos e por passar cheques roubados. Tudo isso somado ao fato de que o líder do grupo, Mike Rogers, e Travis serem grandes entusiastas das histórias de alienígenas e abduções, faz a história se tornar cada vez mais duvidosa.

Em 2008, Travis falhou no polígrafo.

Tá certo que os polígrafos não são lá tão confiáveis. No máximo, eles podem provar que a pessoa testada acredita naquilo que está dizendo, mas não prova que de fato aconteceu. Em 2008, Travis foi convidado a um reality show americano, se passasse no teste do polígrafo, ganharia nada menos que 100 mil dólares. Ele falhou de forma constrangedora.

 

Não é incomum no meio ufológico, pessoas usarem de má fé para atrair atenção. Por isso, é preciso se atentar aos fatos. Se algo não pode ser provado, por mais que seja verdade, não vale a pena acreditar. Não vale a pena gastar nosso tempo com histórias duvidosas, enquanto seus idealizadores enchem o bolso dando entrevistas para a TV e jornais e dando palestras. Não faça parte da massa de manobra, se apoie nos fatos!

fireinthesky199310_zps4e5bfdb4

Anúncios